ELE NÃO ME AJUDA EM NADA!

0

Tenho acompanhado alguns casais e a maior reclamação que escuto das esposas é: “Meu marido não ajuda em nada! Eu trabalho o dia todo e quando chego em casa tenho comida pra fazer, roupa pra lavar, crianças pra cuidar… E o bonitão senta no sofá e só tira a “bunda” de lá pra comer e dormir (as vezes nem pra isso). Será que ele não percebe como estou cansada e que é muita coisa pra uma pessoa só? Fora que no fim do dia preciso estar disposta a suprir as necessidades sexuais dele e se reclamo de alguma coisa, ele ainda fica bravo!”
Já ouviu essa história antes? Não pense que escutei isso só uma vez não… foram várias! Mas o que tem de errado com os homens? Será que eles não percebem ou fazem de propósito? Porque será que nós mulheres também não temos o direito de descansar? Hoje a bronca é para os maridos! Sei que existem as exceções (graças a Deus o meu marido é uma delas), e se você também é uma exceção, simplesmente ignore esse texto… rs.
Outro dia estava num bate-papo de casais aqui no condomínio e perguntei para eles: “Porque existem tantos casais em conflitos? Porque tantos divórcios e desentendimentos? Porque não vivemos bem na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, como prometemos no dia do casamento? Simplesmente porque somos cabeçudos e desobedientes!
Um pouco antes de Jesus ser crucificado, ele deixou uma lição para nós: Reuniu seus discípulos, pegou uma toalha, uma bacia com água e lavou os pés de cada um deles. Naquele tempo o chão era de terra, e eles usavam sandálias. Imaginem a situação? Ele fez isso e disse: Façam o mesmo! Mas o que ele quis dizer? Que devemos sair por aí lavando os pés dos outros? Não, não é isso. Foi apenas um símbolo para nos ensinar que temos o dever de servir uns aos outros. Se o Criador do universo veio para servir, porque nós, pobres mortais não fazemos o mesmo?

O grande problema está no nosso egoísmo! Queremos que os nossos pés sejam lavados diariamente, mas não estamos dispostos a lavar os do nosso cônjuge. E quando percebemos que os dele não estão tão limpos como gostaríamos (muitas vezes até machucados e calejados), saímos por aí procurando outros, limpinhos e cheirosos. Mas esquecemos de um detalhe: este pé limpinho também esconde sujeiras… E por quanto tempo você vai estar disposto a lavar estes novos pés? Até que a sujeira apareça e você encontre outros mais limpinhos? Egoísmo, essa é a palavra!

Tudo se resolveria num casamento se tivéssemos a disposição de servir, assim como Jesus nos ensinou. Não estou falando de ser escravo do seu cônjuge, mas sim em se importar somente com a felicidade dele e vice-versa. Se você sabe que lavar a louça para sua esposa vai deixá-la feliz, porque não fazê-lo? Porque enquanto ela faz a janta você não ajuda a dar banho nas crianças? Se ela está atarefada com as roupas e o bebê está chorando, por amor a ela, porque não pega o bebê ou quem sabe se dispõe a ajudar com as roupas? Sabe porquê? Porque você está preocupado com o SEU bem estar e não com o dela! E nenhum relacionamento pode funcionar bem desta maneira.
A esposa que recebe apoio e ajuda constante do seu marido, fica mais descansada, disposta e animada para agradá-lo. Como falei, o problema está no nosso egoísmo. Casamos com a idéia errada de que o nosso cônjuge precisa nos fazer feliz, mas Jesus nos ensina o contrário: Devemos fazer o outro feliz! Este é o segredo para um bom casamento! Aí você vai me dizer: “Mas e eu, como fico? Só eu vou agradá-lo? E se ele não retribuir?” Bom, se você me fizer esta pergunta é porque ainda não entendeu. Depois que Jesus lavou os pés dos discípulos, não pediu para que lavassem o dele… Para um casamento dar certo, você tem que se preocupar em servir, e não em ser servido. Isso vale para os dois.

Outra situação, é quando a mulher não trabalha fora. A justificativa que os maridos dão é que trabalhar fora cansa mais do que trabalhar em casa, por isso têm o direito de descansar quando chegam do serviço. Pois bem, desafio a você homem, a passar 2 dias inteiros fazendo EXATAMENTE o que sua esposa faz, mas sem tê-la por perto: cuidar das crianças, fazer comida, lavar louça umas 3 vezes por dia, lavar, estender e passar roupa, varrer e passar pano na casa, tirar pó dos móveis, dar banho nas crianças, trocar fralda, dar mamá, fazer suquinho, papinha e mamadeira, passar o dia recolhendo brinquedos espallhados, brincar com as crianças, disciplinar… olha, vou parar por aqui porque a lista é grande. Fora que não citei os imprevistos (comida que cai no chão, suco derramado no sofá, paredes riscadas, brigas entre irmãos, etc.). Lembrando que estas tarefas precisam ser feitas, mesmo quando a faxineira não vêm. Depois desses 2 dias, tenho certeza que você vai dar razão a sua esposa!
Se o seu casamento está em crise, mostre esse texto para o seu cônjuge. Se comprometam a tentar servir um ao outro por 1 ou 2 meses (uma sugestão). Vejam a diferença! Neste tempo, ore diariamente a Deus pedindo sabedoria, força, paciência e restauração para o seu casamento. Se o seu cônjuge não estiver aberto pra isso, faça a sua parte. Se precisar chorar, chore no banho. Encontre uma pessoa de confiança para desabafar (isso ajuda demais!) e ame seu esposo. Ame, simplesmente ame!
E pra terminar, deixo um texto com vocês:

“Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar. E então perguntou: Vocês entendem o que lhes fiz? Vocês me chamam de Mestre e Senhor, e com razão, pois eu o sou. Pois bem, se eu sendo Senhor e Mestre lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo para que façam o mesmo. Agora que sabem essas coisas, felizes são se as praticarem.” João 13:12 à 17

Share.

Leave A Reply